Mais vistos

domingo, 27 de julho de 2014

Restaurantes e alguns lugares legais pra se conhecer em New York



Restaurantes

Pra quem gosta de uma boa gastronomia, Nova Iorque é o lugar certo.
Alguns dos melhores chefs de cozinha do mundo estão aqui, nos proporcionando experimentar pratos únicos e deliciosos.

Boulud Sud


Do chef francês super estrelado Daniel Boulud, o Boulud sud serve um cardápio mediterrâneo e com preços variados.O ambiente é bem aconchegante, com uma decoração clean e sofisticada. O ponto alto é o balcão com queijos exposto. E as sobremesas são dos deuses. Vale a pena experimentar. 
(aqui)



 Benoit


Do também estrelado e chef francês Alain Ducasse, o restaurante mantém uma decoração clássica, com ares da França século XV e XVI.

A comida é deliciosa e o peixe me surpreendeu de tão bom. (aqui)





Serafina 

São vários restaurantes espalhados por manhattan. O custo benefício é ótimo e a comida é muito boa. Virou meu restaurante de todo dia. Ainda mais por ter um bem na esquina do meu hotel.



Le Pain Quotidien

Também virou meu café da manha de todos os dias, por estar localizada na esquina do hotel que me hospedei. Uma padaria nada americana (ainda bem), com muitos pães, queijos, croissants, etc. Esse breakfast da foto era o básico, vinham 2 pães integrais e um croissant, suco de maçã, alguns tipos de queijo e esse hot chocolat que vem o leite quente e o chocolate em calda separado. É de dar água na boca só de lembrar. Mas prestem atenção, o hot chocolat do takeaway não é o mesmo que eles servem nas mesas. 


Olive Garden
Localizado embaixo da escada da times square, esse restaurante é uma rede famosa especializada em massa que tem por todos os Eua. No cardápio há também frutos do mar, pizzas e carnes. Os preços são ótimos e bem acessíveis. Os pratos são grandes e vem com entrada de sopa ou salada e depois o prato principal por um preço só. Vale a pena.



Chelsea Market

Localizado no bairro do Chelsea, dentro de uma antiga fábrica de biscoito, o chelsea market merece uma visita. Começando pela sua arquitetura, que mistura tijolos com estruturas de ferro, o mercado impressiona pela variedade de frutas, alimentos orgânicos, frutos do mar e uma variedade de massas frescas pra levar pra casa. Tem algumas mesinhas pra quem quiser experimentar alguma comida ali mesmo e também há uma galeria onde cada semana uma loja ou artista vai expor seu trabalho. Quando eu fui estava vendendo disco de vinil, óculos de sol com armação de madeira, quadros e roupas mais alternativas.





Algumas docerias como a Eleni's New York, famosa por seus biscoitinhos desenhados, também se encontram dentro do mercado.






The Plaza Food Hall

Fica no subsolo do hotel The Plaza. É uma espécie de praça de alimentação sofisticada e bacana, com patisseries, enoteca e restaurantes. Vale a pena a visita. 








Soho

Era conhecido na década de 70 como o bairros dos artistas plásticos, pintores, dançarinos e por ai vai. As fachadas do Soho são de ferro fundido, o que remete um estilo próprio dos artistas que ali viviam naquela época.
Aqui estão alguns brechós famosos como What goes around comes around (fica na rua  351 West Broadway, entre a Broome e a Grand St) e A second chance (155 Prince Street – SoHo). Ambos tem bolsas impecáveis da Chanel, Louis Vuitton, Hermes e também algumas roupas. Pra quem gosta, vale a pena dar uma pechinchada. Eu encontrei uma Chanel clássica pequena preta por 1.200,00 dólares e a nova na loja custava 3.500,00 ( o modelo não era o mesmo) mas a bolsa estava em perfeito estado.







Detalhe: quando estava no Soho, fui parada pela atriz LaLa Anthony, mulher do jogador da NBA, Carmelo Anthony, para dar uma entrevista ao reality show dela sobre o lançamento da sua marca de roupa. 


Meatpacking district 

É um bairro descolado, onde estão várias baladas e alguns restaurantes bacanas como o Pastis do restauranteur Terence McNally e o Spice Market de Jean Georges Vongerichten. 
Aqui se encontra o High Line, mais conhecido como jardim suspenso.
Era uma antiga linha de trem que foi desativada e transformada num belíssimo jardim, com cadeiras de sol para deitar e relaxar, mesinhas para sentar e tomar um café e tem também alguns restaurantes pequenos que funcionam somente nos meses mais quentes do ano.
O High line é este traçado em azul no mapa abaixo. Uma das entradas dele, fica na 10ª avenida ao lado do Chelsea Market.








Espero que tenham gostado das dicas.
XoXo

Nenhum comentário :

Postar um comentário